2004-12-08

 

UMA FACE DA BOA MOEDA


Ao convidar António Vitorino para coordenar a preparação do programa de Governo (e logo projectá-lo como nome incontornável em posição de destaque num hipotético Governo do PS) o líder dos socialistas fez bem.
António Vitorino é alguém invulgarmente bem preparado e muito credível. De resto, o seu recente desempenho como comissário europeu ajudou a consolidar esta imagem.
Vitorino é também alguém com simpatia pessoal, com verbo fácil traduzindo ideias consistentes.
Quando a hipótese da sua candidatura a presidente da comissão europeia se desenhou com contornos mais nítidos, o PSD foi o partido que não lhe regateou elogios. Aliás, esses mesmos encómios serão recordados durante a campanha para sublinhar a sua capacidade (se os sociais-democratas entendiam que poderia ser um bom presidente da comissão europeia, não poderão agora vir criticá-lo como pouco capaz para assumir funções governativas).
É, em suma, um excelente trunfo para a campanha do PS. Veremos como conseguirá Sócrates conviver com este “special guest star”.

Comentários:
Há um cutelo sobre Vitorino, o tal problema da sisa e do seu amigo Saleiro, muito mal esclarecido porque salta à vista o que aconteceu e que virà à tona se Vitorino regressar com maiores ambições.
 
Da sisa? Outra vez? Minha nossa! Então não ficou provado que o homem não devia nada ao Estado? Não lhes convém, não é?
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?