2005-01-27

 

A(S) CARTA(S)

ENVIAR A CARTA A GARCIA
O senhor Nuno Morais Sarmento decidiu escrever uma carta ao PP. Está, naturalmente, no seu direito. A mensagem epistolar de Sarmento dava conta da magoada surpresa do PSD perante as afirmações de Paulo Portas e Pires de Lima.
Santana Lopes entende que o envio da cartinha foi uma “boa atitude”.
Refira-se apenas que a missiva chegou primeiro aos jornais (a quem verdadeiramente se dirigia) e constitui mais um episódio da guerra surda entre os dois partidos que prossegue em crescendo.
Morais Sarmento poderá reservar uma resma de papel timbrado, sentar-se confortavelmente à secretária e avisar, com firmeza, os seus colaboradores que não poderá ser incomodado. Haverá muita carta para escrever!

Comentários:
Tendo em conta os protagonistas, todos os cenários são possíveis e aos próprios nenhum deles repugna - navegam em águas que conhecem bem.
Um dos cenários possíveis é o que é apontado - a carta chegou primeiro aos jornais do que ao suposto destinatário.
Um outro cenário que tenho como possível é o contrário - a carta chegou primeiro ao destinatário, mas este fechou-se em copas e, então, os jornais foram usados como furões, para obrigar o "coelho" a sair da toca.
Estão bem, uns para os outros!
 
Morais Sarmento está a emergir do mergulho e a preparar o futuro dentro do partido. Ou me engano muito ou vai adoptar um estilo de "low profile" interventivo, para se demarcar do estilo do chefe, cujo lugar ambiciona.
 
Ah, nice.
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?