2005-03-02

 

O PSD EM BANHO-MARIA

Os sociais-democratas estão em reflexão. Num primeiro momento, a candidatura de Marques Mendes surgiu como um instante de sol depois da noite em que o partido esteve mergulhado nestes últimos sete meses. Muitos, entretidos em cálculos de outro alcance, entenderam que a liderança que sair do próximo congresso teria poucas hipóteses de longevidade pelo que esta candidatura faria algum sentido.
Uma análise mais fria permitirá, julgo, outra leitura.
Não há razão nenhuma para que a próxima direcção do PSD tenha uma curta existência: as expectativas são poucas ou nenhumas, o calendário eleitoral é favorável. Por outro lado, as mudanças que o partido requer são imensas e exigem tempo.
Não admira por isso que alguns estejam a projectar a candidatura de Manuela Ferreira Leite. Esta candidatura tem mais vantagens do que poderá parecer à primeira vista. Trata-se de uma tentativa de regressar a Julho de 2004 repondo o que muitos defenderam então como melhor opção após a saida de Durão. Afastará os Barrosistas do centro do poder. Por outro lado, tendo sido muito critica de Santana e por ele perseguida, Ferreira Leite poderá surgir como representando o “verdadeiro PSD”, refutando a “história” dos últimos meses. A sua imagem de competência, seriedade e serenidade surgirá como um bálsamo após o frenesim. Até mesmo a alcunha que ganhou de “Cavaco de saias” poderá ser vantajosa por estes dias.
Veremos como se posicionam as diferentes facções, neste jogo de sombras que caracteriza o período antes de qualquer congresso, sobretudo neste em que se contabilizam “baixas”, “feridos” e apenas umas quantas migalhas para distribuir.

Comentários:
Bem visto. Tenho dúvidas de que o "aparelho" a apoie. Mas que faria uma boa oposição... faria.
 
Na minha opinião Manuela Ferreira Leite, era a melhor coisa que podia acontecer ao PSD. Ninguém pôe em dúvida a sua qualidade como política, assim como a sua seriedade e serenidade. Se porventura isso não acontecer, Marques Mendes será um mal menor que Luís Filipe Menezes.
Um abraço.
 
Para mim a questão essencial é mesmo a da longevidade da solução, e estou em crer que isso depende muito da forma como o PS se apresentar para a acção governativa imediata, e muito pouco do lider que o PSD escolher.
 
Quando é referida a seriedade de Manuela Ferreira Leite,lembro-me sempre daquele episódio de umas mais valias provenientes da venda de um imóvel,que não foram declaradas ao fisco.
Por esquecimento,segundo a senhora séria e serena!!!
 
Sobre a nossa divergência de opinião a este respeito já trocámos argumentos. Contudo, soube agora que fontes muito próximas de MFL dizem que ela avança amanhã. As declarações de Marques Mendes parecem confirmar que o «caldo entornou».
A confirmar-se o trio de candidaturas, temo que o partido saia ainda mais fragilizado, sem nenhum valor acrescentado, a prazo.
 
Concordo com o que diz o "Pindérico" a oposição vai depender principalmente da maneira como a maioria governar e a próxima liderança do PSD será para queimar, se o governo for eficaz.
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?