2005-05-06

 

CONVERSAS NA RÁDIO

Em viagem Lisboa/Porto já para o tarde, selecciono a companhia da rádio, procurando saber o destino do Sporting (como representante das equipas portuguesas nas competições europeias). Inevitavelmente, a opção TSF, por infelicidade estava lá o inefável Perestrelo. A sua solicitação: “peço aos serviços técnicos da TSF para me retirarem o eco”, continua o relato e repete uma e outra vez o pedido, justificando a entrada no ar do “pivot”: “Jorge, se fosse possível já tinha sido retirado”.
Um pouco mais tarde, Perestrelo pede o comentário a um tal Pedro Gomes, segue-se um silêncio, e de repente o bom do Gomes justificando: “não estava aqui”, claro, percebemos todos que não estava, mas o homem explica melhor: “fui fazer uma necessidade”, o Perestrelo que não é de modas, logo lhe respondeu: “também ía, mas não posso”.
Dava vontade de dizer: “não se incomodem por estarmos a ouvir, peçam lá umas cervejas, contem umas graçolas, estejam à vossa vontade”.

Comentários:
Esse Perestrelo não é o mesmo que aqui há uns anos num discurso de encerramento de campanha do PSD, enquanto recebia como speaker profissional, apanhou uma tal bebedeira que tiveram que o retirar do palco? Bem me parecia. E ainda chamam jornalista a esse projecto de "relatadeiro". Um abraço e um bom fim-de-semana.
 
A propósito do Perestrelo, leiam esta e se quiserem riam-se:
RTP ou Sic(?), jogo internacional dirijido por uma equipa de arbitragem totalmente inglesa. Surgem no ecrãs os nomes dos três juizes e sob os mesmos as letras "Eng", logo o inefável Perestrelo exclama num rasgo de rara perspicácia: Senhores espectadores é curioso, O trio de arbitragem é composto por três engenheiros!
Garanto-vos que é verdade. Eu ouvi!!!
 
Há coincidências madrastas, esta foi uma delas.O fim de uma vida é sempre de lamentar. Que descanse em paz.
 
Caro JRD, ía agora mesmo dizer o que escreveu. trata-se, de facto, de um coíncidência madrasta.
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?