2005-09-11

 

ESTIMULAR O DESAFIO

0 Luís Novaes Tito insurge-se aqui contra o que considera ser uma "caça às bruxas", a respeito do desafio lançado pelo Paulo Gorjão.
Convém sublinhar que o Abnegado associou-se à requesta, sobretudo depois de esta ter ganho um maior fôlego, não se quedando pela simples análise de eventuais casos de nepotismo.
Não discordando, na essência, do Luís quanto aos perigos de uma iniciativa deste género, considero, ainda assim, muito relevante a proposta de escrutar os partidos.
Contudo, julgo que seria importante relembrar uma outra ideia, lançada por Jaime Gama em Junho deste ano. O presidente da Assembleia da República, visitando O Grande Oriente Lusitano, propôs a obrigatoriedade de revelação das filiações para quem ocupe cargos de responsabilidade.
Assim, lanço um repto: acrescentar à proposta de criação de «uma lista das estruturas partidárias nacionais e regionais dos grandes partidos do poder – Distritais do PSD e Federações do PS – com identificação dos cargos de nomeação partidária dos seus membros, agora e no passado» a(s) maçonaria(s) e a Opus Dei. Podendo, mais tarde, alargar o desafio para tentar identificar os "interesses" em Portugal, quem são os seus rostos, o que e quem defendem, etc.

Comentários:
O aditamento proposto é muito relevante; permitiria clarificar aspectos que, no mínimo, são ambíguos e pouco transparentes na nossa sociedade.
 
Caro Luís
Percebo a ideia mas, tal como já tinha alertado logo no dia em que Paulo Gorjão tomou a iniciativa, (Post Detector de Demagogia) aquele levantamento não leva a mais nada do que a simples demagogia.
Bem sei que à primeira vista parece uma boa ideia mas mantenho que dali não poderá sair mais nada do que lama. Porque não há ciência que aguente um “trabalho” deste género e porque se parte de premissas erradas.
Eu próprio tenho descendentes (e antecedentes e colaterais) que estão na política e gostaria que me apresentassem um único caso de corrupção ou de favorecimento.
Nada mais natural que os filhos de pais envolvidos em política, como em qualquer outra actividade, possam ser influenciados durante a sua infância e juventude por aquilo que vêem em casa. Extrapolar é demagogia e extrapolar com a ligeireza que se está a fazer, é para além disso uma grotesca manipulação da opinião com objectivos muito pouco claros.
Irei mais tarde desenvolver este assunto no Tugir.
Abraço
Nota: Quanto ao Blog da semana nada há para agradecer uma vez que o Agnegado é uma dádiva à Blogos. A sua leitura diária faz bem e recomenda-se vivamente.
 
subscrevo
I
N
T
E
G
R
A
L
M
E
N
TEOSCOMENTÁRIOSANTERIORES...abraço.
 
Pode não dar em nada, mas convém ir juntando peças deste dominó viciado em que está transformando o nosso mui preclaro regime democrático, laico por geração, mas já não muito republicano, com as castas que se vão por aí formando, sem controlo nenhum. Depois não nos admiremos de o regime vir a ficar completamente cativo das mesmas, ainda que putativamente democrático.
 
Faz sentido, sim senhor. É importante, até para clarificarmos que tem interesses privados na coisa pública. Não me parece uma "caça às bruxas", parece-me que é para evitar os "bruxedos" que teimam em não nos abandonar. Estarei atento.
 
Acha que vamos encontrar um excepçãozinha, só uma, para confirmar a regra há muito instalada?

Nota: Os seus comentários são uma delícia. Obrigado
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?