2005-09-15

 

SEGUIR EM FRENTE

Mário Soares entretém-se a perorar sobre perfis, envencilhando-se, progressiva e inexoravelmente, numa campanha que não será outra coisa do que a sombra de um “papão”. Cada dia que passa resulta claro que Soares não é capaz de encontrar um fio condutor que o aparte desta doentia fixação em Cavaco Silva.
Entretanto, Manuel Alegre veio anunciar que ainda não é uma carta fora do baralho.
O jogo de palavras em que Alegre parece estar enredado não lhe faz justiça. Não pode desbaratar um capital de credibilidade, insinuando algo hoje, afirmando amanhã o seu contrário. Manuel Alegre necessita ser claro, definitivo. Tal como disse aqui, deve concluir aquilo que já iniciou, deve dar resposta cabal às palavras frias, duras, verdadeiras, que proferiu em Viseu no final de Agosto.
Avançando, poderá constituir-se como verdadeira alternativa à esquerda. Avançando, poderá dar voz a tantos que não se revêem nesta deriva isenta de afectos, de grandeza. Avançando, poderá devolver-nos a esperança.

Comentários:
Penso que já é tarde.
 
Concordo com o pindérico.
Alegre já desbaratou qualquer capital de credibilidade que tivesse tido pelo pouco profissionalismo de que dá provas, ele que é um profissional da política. O poeta poderá reforçar uma certa aura de romântico patético, mas até isso se torna triste.
 
Não acredito que avance. O problema não está na divisão da esquerda, já que penso que haverá sempre uma segunda volta.
O problema reside em fracturar ainda mais o PS... o resultado das eleições para secretário geral, ainda não está encerrado!
 
Meu Caro,
Penso que o tempo de MA passou, já não tem espaço na (nesta) Praça da Canção.
Este país é o que é, ou melhor (no pret. perf.) é o que foi...
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?