2005-10-18

 

SINAL DOS TEMPOS

O homem que fazia gala em dizer que não lia jornais, o político que teima fazer crer que não o é, fez anunciar (ainda mesmo antes de confirmar a sua candidatura à Presidência da República) ter contratado uma agência de imagem para o assessorar.

Comentários:
O homem em causa anuncia que se candidata quando quiser. Ou não?

Não percebo tanto comentário febril à volta deste caso. É por todo o lado.

Será crime ele gerir o tempo como quer?
 
Caro RPS, o homem em causa já anunciou a data exacta: 20 de Outubro.
O senhor (o futuro candidato) tem, evidentemente, toda a liberdade para anunciar e fazer o que quiser. Os "comentários febris", a existirem, traduzirão (em muitos casos) interpretações várias para as suas atitudes. Aliás, é até desejável que os comentários sejam muitos, sobretudo os do próprio candidato, que tem vivido num mundo outro, feito de ilusões e pretensões. Virá, pois, a terreiro, explicará as suas razões, exibirá os seus predicados. Ver-se-á então o que nos pretenderá oferecer.
No que respeita a este "sinal dos tempos" vale apenas por sublinhar uma situação curiosa e que, porventura, ajudará a compreender o muito que por aí virá. Naturalmente, os próximos tempos vão exigir muita reflexão, muita análise, se quiser, muitos "comentários febris".
Um abraço do,
Luís Sequeira
 
O homem, se vier a candidatar-se e se ganhar, só vai ser PR. O que, convenhamos, não é nada de especial.

À Direita, endeusam-no como se ele viesse salvar alguma coisa. Fazer alguma coisa que fosse!
À esquerda, impera um nervosismo incompreensível (exceptuando o engenheiro Sócrates que está mortinho que o homem se instale em Belém).

Nem o homem nem o cargo valem tanto. O cargo muito menos - só em situações excepcionais, de ruptura, tem alguma importância.

É o meu ponto de vista, claro.
Saudações blogueiras.
 
Ele sabe que apartir de amanhã começa o jogo das palavras, e aí vai precisar de cuidar-se!!!
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?